BRASSIA

BRASSIA

BLC ( ORQUIDEA)

BLC ( ORQUIDEA)

O AMOR

"A TODOS NÓS, FALHOS, QUE ACREDITAMOS QUE O AMOR GOVERNA.
LEVANTEMOS-NOS E DEIXEMOS QUE ELE BRILHE".

WILIAM P. YOUNG

quinta-feira, 31 de maio de 2012

TOLERÂNCIA

Duas caracteristicas significativa da intolerância.
Primeira: A intolerância é uma forma de ignorancia que precisa ser vencida.
Segunda: A intolerância é a principal força desintegrante das religiões organizada, onde opera a destruição com a força do bem que existe na terra.
A intolerância nasce dos preconceitos religiosos e das diferenças de opiniões. Por quanto tempo, o Senhor dos destinos humanos, nós, mortais, viveremos ainda sem compreender que é loucura procurar destruir um ao outros, por divergência de dogmas e credos e outras questões superficiais?
Quando a aurora da Inteligência tiver espalhado as suas asas sobre o horizonte do progresso, e a ignorância e a superstição tiverem deixado as suas ultimas pegadas nas areias do Tempo, sera registrado no livro dos crimes e erros do homem que o seu pecado mais grande foi a intolerância.
A nossa vida é apenas um breve momento!
Como uma vela, ardemos, brilhemos por um instante e logo nos extinguimos. Por que não podemos fazer esta breve jornada terreste de tal maneira que, quando a caravana da morte anunciar que esta terminando a nossa visita, estejamos prontas para dobrar as nossas tendas e silenciosamente, seguir a grande caravana para as trevas do desconhecido, sem medo e sem tremor?
Espero não encontrar catolicos nem protestante, alemães nem franceses, brancos ou pretos, vermelhos ou amarelos, quando tiver cruzado a fronteira para o Além.
Então, espero encontrar apenas almas humanas, sem distição de credo ou cor; espero que não haja intolerância, quero repousar em paz, livre da ignorância, da supertição e das incompreensões mesquinhas que tornam a nossa vida terreste um caos de tristeza e sofrimento.

terça-feira, 15 de maio de 2012

MEU SONHO

Parei as aguas do meu sonho
Para teu rosto se mirar.
Mas só a sombra dos meus olhos,
Ficou por cima, a procurar...
  XXX
Os pássaros da madrugada
Não tem coragem de cantar,
Vendo o meu sonho interminavel
E a esperança do meu olhar.
 XXX
Procurei-te em vão pela terra,
Perto do ceu, por sobre o mar.
Se não chegas nem pelo sonho,
Por que insiste em imaginar?
 XXX
Quando vier fechar meus olhos,
Talvez não se deixem fechar.
Talvez pensem que o tempo volta,
E que vens, se o tempo voltar.

     CECILIA  MEIRELES

sábado, 14 de abril de 2012

FRACASSO



Primeiro quero que vejam se o que consideram fracasso não é, apenas uma derrota passageira.

Vejamos se a derrota passageira não é, em geral, um mal que vem para bem", porque sempre nos ajuda a dirigir as nossas energias em sentido mais proveitoso. A força nasce da resistências, o carater reto é o fruto de muitos reverses e contratempos, de derrotas que as chamamos "fracasso".

Acredito sinceramente que tudo o que um homem adquire sem o consetimento daquele que faz concessão, acabará por queimar-lhe ou ferir-lhe as palmas das mãos, sem falar no REMORÇO da sua consciência, e na dor que lhe tortura o coração. Toda pessoa tem ou deve ter o desejo de ganhar qualquer cousa que valha dinheiro. De uma maneira vaga, pelo menos, todas que trabalha para as outras, olha sempre para a frente, para o tempo em que poderá trabalhar por sua propia conta.

Praticamente, em toda a minha vida passada, fui muito pobre, no que se refere a dinheiro nos bancos. Esta situação foi em grande parte resultado da minha escolha, pois gastei o melhor tempo na tarefa penosa de eliminar um pouco da minha ignorância e conseguir alguns conhecimentos.

Esperimentei algumas derrotas, e atraves delas CONSCEGUI coragem suficiente para realizar tarefas que nunca ousaria começar, mesmo que estivesse cercado de influência protetora.

A derrota é uma força apenas quando é aceita como fracasso. Porem, quando a aceitamos como uma lição necessáris, é sempre uma benção.

Eu costumava odiar os meus inimigos, antes de compriender o bem que eles me faziam mostrando todas as fraquezas, do meu carater, a fim de evitar que eles encontrassem um ponto por meio do qual me prejudicassem. Assim, compreendendo o quanto é util ter inimigo. Eles descobririam os meus defeitos e os apontariam, enquanto que os meus amigos, mesmo conhecendo as minhas fraquezas nada me diriam sobre elas.

sábado, 31 de março de 2012

O PODER DA PRECE

"Não, disse o advogado, não farei a sua acusação contra este homem; pode procurar outro advogado para tratar do caso ou então retirar a denúncia. Fica à sua vontade decidir.
"Pensa que não ganhará muito no caso?
"Sei que há algum dinheiro; e esse dinheiro será o resultado da venda da pequena casa que ele chama seu lar! Mas não quero encarregar-me deste caso, seja como for.
"Tem medo, hem?
"Não, não é isso.
"Suponho então que o sujeito veio implorar-lhe que não prosseguisse...
"Sim, veio.
"E comoveu-o?
"Sim.
"Por Deus! Que fez o senhor?
"Creio que derramei algumas lágrimas.
"E o velho suplicou com força, não foi?
"Não, não me disse uma palavra.
"Bem, poderei então perguntar a quem se dirigiu, na sua presença?
"A Deus todo - Poderoso.
"Ah! Recorreu às preces, não foi?
"Como ve, encontrei a casinha com muita facilidade. Bati na porta que estava aberta; mas ninguem me ouviu, assim, entrei no pequeno holl e vi, atraves da fenda da porta, uma sala bem arrumada e, numa cama, com a cabeça prateada sobre o travesseiros, uma senhora idosa, que se assemelhava imensamente à minha mãe, a última vez que a vi neste mundo. Bem, no momento que ia bater, ouvi-a dizer; _ Vamos, fale. Estou pronta. De joelhos ao seu lado, estava um homem, velho, de cabelos brancos, seu esposo. Não tive coragem de bater, mas ele começou. Primeiro lembrou-lhe que eram filhos submisso de Deus e fosse qual fosse a provação que Ele lhes impusesse, não deviam rebelar-se contra a Sua vontade. Ja ser muito dificil para eles ficarem sem lar, na velhice, principalmente a pobre mulher tão doente e indefesa. Oh! como seria diferente se um dos rapazes ao menos tivesse sido poupado. Então a sua voz como que se quebrou, e uma mão branca, saindo de sob as cobertas, acariciou-lhe a cabeça nevada. Mas ele dizendo que nada mais seria tão cruel como a perda dos seus três filhos _ a não ser que ele e a esposa tivessem de separar-se. Mas, passou a confortar a si próprio, de que o Senhor bem sabia que não fora por falta sua ou da sua esposa que se viam ameaçados de perder o seu querido lar, o que significava a mendincância ou o asilo, lugar onde Deus os livrasse de entrar, se fosse de sua vontade. Então citou uma quantidade de promessas a cerca da segurança dos que põem a sua confiança em Deus. De fato, foi a súplica mais comovente que ja me foi dado ouvir.
Finalmente, pediu a Deus que abençoasse a todos os que necessitavam de justiça!
E o advogado continuou, com voz ainda mais alta: " E creia, prefiro ir eu próprio para o asilo, esta noite, a manchar o meu coração e as minhas mãos com semelhante causa.

sábado, 17 de março de 2012

O CASAL DE CORUJAS

Eu encontrei um ninho de corujas, e, ao ver me lembrei de que ainda quando criança, ouvia os adultos dizerem que, quando uma coruja cantava perto de casa, era sinal de más noticias, e que, coruja só trazia má sorte. Minha mãe me falava que era crendice, e que tinhamos que ter fé em Deus porque Ele é nosso Pai, e foi Ele quem nos criou, assim como todos os animais. Ele não iria criar um passarinho tão lindo para nos trazer mal algum.
E ao ver em um terreno baldio o ninho feito no chão, e um casal de corujas velando pelos ovos escondidos. Enquanto um cobria-os com o corpo emplumado, passando o calor a eles, o outro vigiava atentamente qualquer movimento em torno do local que pudesse representar perigo. O interessante é que, mesmo nos dias de sol muito quente ou de chuva fria, os dois animais não abandonava o ninho.
Nas muitas vezes somos capazes de julgar, que nosso Criador e Pai nos abandonam, quando as coisas não caminham do jeito que deveriam caminhar! Somente nos julgamos sob a proteção divina quando o sol brilha. Deus nos criou para a felicidade e para paz, velando incansável e pacienciosamente para que assim aconteça. A coruja é obra de sua criação, portanto não foi feita para nosso mal. Considerando que os animais são irracionais, e nos seres racionais e conscientes, foi então que entendi o que minha mãe dizia.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

DECISÃO



O mundo pode perdoar os nossos erros, mas nunca perdoará a falta de decisão, pois nunca se ouvirá falar de nós, fora da comunidade em que vivemos. Todos nos, quem quer que sejamos, seja qual for a nossa ocupação, jogamos uma partida de xadrez com o TEMPO! É sempre nossa a próxima jogada. Movamos a pedra com decisão e o TEMPO nos favorecerá. Permaneçamos indeciso e o TEMPO nos expulsará do tabuleiro.